ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA CLASSE DINGUE—ABCD

Próximos Eventos Nacionais:

18 e 19 de março de 2017

Campeonato Nordeste Brasileiro de Dingue

ICI — Recife — PE—Baixe o 1º Aviso de Regatas

 

15 a 17 de junho de 2017

Campeonato Sudeste Brasileiro de Dingue

ICAB — Búzios — RJ

 

2 a 5 de novembro de 2017

Campeonato Brasileiro da Classe Dingue

Ilhabela — SP— Baixe o 1º Aviso de Regatas

Associada à:

 

 

Próximos Eventos Regionais:

3 de dezembro de 2016

Regata Dia do Marinheiro Dingue—CNB/DF

 

 

Apoio:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Classe Dingue se faz presente no Campeonato Potiguar de Vela  2016

Por Assessoria do Iate Clube de Itamaracá

No fim de semana 5 e 6 de novembro, a Classe Dingue experimentou um intercâmbio regional, durante o Campeonato Potiguar de Vela, realizado pelo Iate Clube do Natal, na sede da Lagoa do Bonfim. Neste lugar privilegiado pela natureza, de águas doces e limpas, povo acolhedor e vento forte, os velejadores pernambucanos e potiguares da Classe Dingue trocaram experiências, atualizaram-se, estreitaram laços de amizade e competiram, visando a uma maior integração regional, cujo ápice promete ser o Campeonato Norte Nordeste da Classe Dingue, a se realizar no início de abril de 2017, na raia do Iate Clube de Itamaracá/PE. O Dingue Pernambuco foi representado no Campeonato Potiguar de Vela por uma tripulação composta por velejadores do Iate Clube de Itamaracá (Clóvis Holanda - Timoneiro) e Leonardo Almeida (Cabanga Iate Clube - Proeiro), sendo este último, o atual campeão brasileiro da classe.

A dupla venceu as quatro regatas que disputou em condições de vento forte e sem grandes ondas, por se tratar de uma lagoa. Na segunda regata escaparam por segundos na partida, retornaram, partiram e fizeram uma prova de recuperação, onde só conseguiram a liderança após a montagem da última bóia, já na perna de chegada. Na terceira regata, no domingo, o Placebo, barco da dupla pernambucana, apresentou quebra do rebite inferior da alça do tope do mastro e a vela desceu um pouco, comprometendo o rendimento e forçando a tripulação a administrar a vantagem pra terminar a regata, improvisar um reparo na praia durante o intervalo entre regatas, retornar e ainda vencer a última regata da série e finalmente levantar o troféu do campeonato.

Mais uma vez o Dingue revela-se como uma classe versátil, que consegue promover ao mesmo tempo competição, passeio e congraçamento entre pessoas de todas as idades e nível técnico, até mesmo tripulando um mesmo barco. Com campeonatos nacionais regulares e já consagrados, a classe tem tudo para se consolidar cada vez mais na nossa região, principalmente após a reativação do Campeonato Norte Nordeste que terá sua próxima edição em março de 2017, em Itamaracá/PE.

Resultado final:

1o Lugar - Clóvis Holanda / Leonardo Almeida - 2o Lugar - Leonardo Silva de Medeiros / Ricardo - 3o Lugar - Ricardo Maia / Jaqueline - 4o Lugar - Gilson / Bruno - 5o Lugar - Ricielle Cardoso / Beto Rosado - 6o Lugar - Thales / Telmo

Fotos:

1o dia (02/11) https://www.flickr.com/gp/108680549@N03/n88731

2o dia (05/11) https://m.flickr.com/#/photos/20672281@N02/sets/72157676160295376/

3o dia (06/11) https://www.flickr.com/gp/108680549@N03/tm33Gv

 

Pernambucanos conquistam o 31º Campeonato Brasileiro de Dingue

Representando o Cabanga Iate Clube de Pernambuco, Leonardo Almeida e Miguel Andrade ficaram com o título em Florianópolis (Fonte: Assessoria ICSC)

Os pernambucanos Leonardo Almeida e Miguel Andrade, do Cabanga Iate Clube, conquistaram nessa terça-feira o título do 31º Campeonato Brasileiro de Dingue, realizado desde o último domingo (5), em Florianópolis, na Sede Oceânica de Jurerê do Iate Clube de Santa Catarina. Após três regatas realizadas na segunda-feira, o último dia de competição contou com mais três disputas, com duas vitórias e um segundo lugar da dupla nordestina.

“Eu velejo há 22 anos e ganhar um Brasileiro é fruto de um trabalho muito longo. Demanda muito tempo, muita pesquisa, muito treino, muita dedicação. Eu e Miguel começamos a velejar há pouco tempo, mas estamos em uma sintonia muito boa, tanto é que veio o resultado”, comemorou o timoneiro Leonardo. “O segredo do sucesso dos pernambucanos em tantas classes está no apoio do Cabanga Iate Clube. Nós recebemos um apoio irrestrito e posso dizer que a instituição tem grande peso nos resultados”, completa.

Se Leonardo veleja há 22 anos, seu proeiro, Miguel está “engatinhando” na vela. Com apenas dez anos, o velejador compete no Optimist e esse foi seu primeiro campeonato nacional, independente da categoria. Mesmo jovem, Miguel mostrou que tem personalidade. “Eu gosto de velejar de Dingue e de Optimist, mas prefiro competir em dupla, pois se um fica um dúvida o outro sabe o que fazer”, brincou.

O último dia de regatas em Florianópolis começou com os pernambucanos liderando a competição com apenas dois pontos de vantagem sobre os catarinenses Fábio Ramos e David Ventura. Próximo ao meio dia, as tripulações foram para água e a primeira regata foi realizada com ventos nortes de até oito nós. Entrosados, os pernambucanos dominaram a disputa vencendo a primeira no dia.

Quando parecia que o vento firmaria, as condições mudaram totalmente, obrigando a Comissão a reposicionar a raia. “Após a primeira regata nós tivemos que esperar e fazer um remanejamento na raia, pois começou a entrar um vento Oeste de 10 a 12 nós, o que não é muito comum aqui em Florianópolis. Para ser sincero, não me lembro de ter feito nenhuma competição nacional com essas condições aqui”, comentou Ricardo Navarro, Presidente da Comissão de Regatas.

Nas duas disputas seguintes, os pernambucanos voltaram a manter o bom rendimento, vencendo a segunda e chegando em 2º lugar na última prova do dia, somando 7 pontos perdidos com o descarte. Tetracampeão brasileiro da classe, o velejador Fabio Ramos, do Iate Clube de Santa Catarina, e seu proeiro David Ventura terminaram o evento com o vice-campeonato.

Em um belo duelo com a dupla pernambucana, Fábio e David fecharam o dia com um 4º, um 3º e um 6º, fechando o campeonato com 15 pontos perdidos, enquanto os cariocas Luiz Jose Junior e Anísio Correia, do Clube Naval Charitas (RJ) completaram o pódio.

Confira os vencedores de cada categoria:

Geral: Leonardo Almeida/Miguel Andrade (PE)

1.5: Eduardo Borges/Giovana Simas (BA)

Dupla Mista: Álvaro Bastos/Cristiane Bastos (RJ)

Grand Master: William Cordebello/Julia do Brasil (RJ)

Master: Luiz Jose Junior/Anisio Correia (RJ)

Senior: Leonardo Almeida/Miguel Andrade (PE)

Feminina: Amanda Arcari/Maria Cristina Boabaid (SC)

Juvenil: Samer Kayali/Chales de Simas (SC/RJ)

Estreante: Marcio Torquato/Gabriel de Paula (SC)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VEJA O RESULTADO FINAL E FOTOS DO CAMPEONATO 2016 AQUI

 

Luiz e Joana Gonçalves (Clube Caiçaras—RJ) conquistam o Brasileiro de Dingue 2015 no Cabanga Iate Clube—Recife—PE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Brasileiro 2015—Recife—PE—Resultado Final